Pesquise no blog:

Carregando...

domingo, 21 de dezembro de 2014

Seus sentimentos criam um campo magnético...



“Sempre que seu sentimento está em conflito com seu desejo, o sentimento será o vitorioso.”
Neville Goddard

Quero que você entenda o que lhe acontece quando você dá amor através de seus bons sentimentos porque isso é realmente magnífico. Seus sentimentos criam um campo magnético que lhe cerca completamente. Toda pessoa é cercada por um campo magnético e, assim, aonde você vai, o campo magnético vai com você. Você pode ter visto imagens antigas representando algo semelhante onde eles mostram uma aura ou halo cercando uma pessoa. Bom, a aura ao redor de cada pessoa é na verdade um campo magnético, e é através do magnetismo de seu campo, que lhe cerca, que você atrai tudo em sua vida. O que sempre determina se seu campo é positivo ou negativo em qualquer momento são seus sentimentos!

A cada vez que você dá amor, através de seus sentimentos, palavras ou ações, você soma mais amor ao campo que lhe cerca. Quanto mais amor você dá, maior e mais poderoso fica seu campo magnético. Tudo que está em seu campo magnético está atraindo para ele mesmo e, assim, quanto mais amor há em seu campo, mais poder você tem para atrair as coisas que você ama. Você pode chegar num ponto onde o poder magnético em seu campo seja tão forte e positivo que você tenha um lampejo ao imaginar e sentir algo bom, e em pouco tempo, aquilo aparecerá em sua vida! Este é o poder incrível que você tem. E este é o poder fenomenal da força do amor!

“Através de sua habilidade de pensar e sentir, você tem domínio sobre toda criação.”
Neville Goddard

Quero compartilhar uma situação muito simples que aconteceu na minha vida que demonstra quão rápido o amor pode trabalhar. Eu amo flores e, assim, faço meu melhor para ter flores frescas toda semana pois elas me fazem sentir feliz. Normalmente eu compro flores do mercado de uma fazenda, mas nessa semana em particular estava chovendo e não houve o mercado da fazenda, e nenhuma flor. Minha reação ao não haver flores foi que isso foi realmente bom porque isso me faria apreciar e amar as flores ainda mais. Ao invés de me sentir desapontada, escolhi sentir amor e, então, preenchi meu campo magnético com o amor pelas flores.

Dentro de duas horas eu recebi uma entrega de um enorme vaso de flores. Do outro lado do mundo, minha irmã me enviou as flores mais lindas que eu já havia visto, me agradecendo por algo que eu havia feito por ela. Quando você dá amor, não importa quais as circunstâncias, as circunstâncias têm que mudar!

Agora você pode avaliar o motivo pelo qual é tão importante escolher o amor, pois a cada vez que você dá amor, você aumenta e multiplica o amor no campo magnético ao seu redor. Quanto mais amor você dá em sua vida diária, maior é o poder magnético do amor que você tem no campo ao seu redor, e tudo o que você quer cairá a seus pés.

Rhonda Byrne
Fonte: The Secret



sábado, 20 de dezembro de 2014

Sobre o fracasso...


"Não devemos permitir que os fracassos nos desanimem. Ao contrário, devemos considerar as falhas como um "sucesso tardio". Se alguém falhar, isso significa apenas que a pessoa tentou, que estava aberta ao desafio. Somente alguém que tenta fazer algo enfrentará a falha. Há um desafio em cada realização importante, seja um bebê que começa a caminhar, o estudo para um exame, aprender a dirigir, escalar uma montanha, pescar no oceano ou começar um negócio. Seja o que for que assumirmos, o sucesso e o fracasso nos seguirão como sombras. Algumas vezes poderemos vencer e outras vezes poderemos falhar. Mas não devemos ter medo do fracasso. Se tivermos medo, nunca mais teremos sucesso e nunca conseguiremos nada." 

Amma
imagemdaqui

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Para desenvolver a compaixão e alcançar a paz...


"Se o passado de uma pessoa fosse o seu passado, se a dor dessa pessoa fosse a sua dor, se o nível de consciência dela fosse o seu, você pensaria e agiria exatamente como ela. Ao compreender isso, fica mais fácil perdoar, desenvolver a compaixão e alcançar a paz. O ego não gosta de ouvir isso, porque sem poder reagir e julgar, ele se enfraquece.”

Eckhart Tolle
imagemdaqui


10 coisas que fazem as pessoas se afastarem de você


No consultório algumas pessoas me perguntam sem o saber qual seria o motivo para suas vidas não fluírem como deveriam.
Às vezes se queixam de relacionamentos que nunca seguem em frente ou da solidão que sentem e não desconfiam dos motivos das pessoas se afastarem delas.
Tenho certeza que essa é uma pergunta feita por várias pessoas, segue uma lista de motivos possíveis:

1- Instabilidade emocional
Uma das coisas mais difíceis é se relacionar com uma montanha-russa, por dez minutos ou em uma festa pode até ser tolerável, mas para seguir numa amizade, como colega de profissão ou parceiro amoroso é impossível. O mínimo de estabilidade e previsibilidade é importante quando se trata de estabelecer vínculos de confiança.

2- Ser dominador
Naqueles dias que você não sabe nem o que quer jantar é muito bem-vindo alguém que tenha pulso firme para tomar a liderança. Outra coisa é conviver com um ditador que quer ter a razão em qualquer assunto e determinar como, quando, onde e pra quê sua vida deve existir. Sempre haverá alguém sem vida própria para revezar ao lado de uma pessoa mandona, mas no longo prazo é só reparar, nunca são as mesmas pessoas, ninguém aguenta.

3- Egoísmo galopante
Auto-confiança, opinião própria e boa autoestima são apreciadas numa pessoa, mas dividir espaço com um rei momo psicológico que coloque todas essas características na décima potência é asfixiante. Parte dos motivos que nos fazem ficar ao lado de uma pessoa é saber que ela valoriza quem nós somos por nós mesmos e não como espectadores de sua vida.

4- Ser o centro das atenções
Não importa o motivo, o lugar ou o artifício o que importa é estar no meio do palco. Tem quem coloque uma melancia no pescoço, mas tem quem se faça de coitadinho ou sexy, o modus operandi muda mas o essencial é que aquela pessoa receba atenção constante. Bastou outra pessoa começar uma história ou a outra ficar feliz com sua conquista e surgirá a parasita de energia dos outros para cortar o assunto e sequestrar as atenções. Por um dia até vai, mas a vida inteira é insuportável.

5- Viajar na maionese
Ser distraído é uma característica de quem está fechado no seu próprio mundo, e quando isso vem acompanhado de uma ingenuidade e falta de senso do ridículo o pacote fica completo para produzir alguém que não fala coisa com coisa. É até engraçado conviver com alguém que age na vida como se fosse café-com-leite, mas para aquelas coisas sérias, que dependem de firmeza esse tipo de pessoa não entra na lista de prioridades.

6- Nunca levar nada a sério
As amizades, os relacionamentos amorosos e profissionais precisam de refresco nessa rotina acelerada que vivemos, mas ser bobo alegre e descomprometido ao extremo não é uma boa receita para gerar credibilidade. É como alho e vampiro, não combinam.

7- Agir com raiva diante das frustrações
A vida será sempre cercada de coisas lindas e descompassos e parte da maturidade de alguém se deve a habilidade em administrar com ginga, bom humor e eficiência os seus problemas. Tem gente que vira um furacão com o mínimo de contrariedade e desconta em quem está por perto. As pessoas podem parecer que respeitam você, mas na verdade elas tem medo e bastará uma distração sua para que elas saiam correndo e nunca mais voltem.

8- Confundir falta de educação com honestidade
Há quem ache bonito sair falando as verdades não-solicitadas na cara dos outros. Costumam aproveitar da fama de “honesto” para dar patada e descarregar suas frustrações em cima dos outros. Mas não se deixe enganar, quem gosta de falar as verdades na cara dos outros está mais para amargurado do que sincero. Cometer sincerocídio, portanto, não ajuda em nada se vier desacompanhado de carinho e intimidade.

9- Fazer jogos
Por causa do medo de sofrer algum tipo de humilhação algumas pessoas se antecipam em toda e qualquer suposta artimanha dos outros. Essa defensividade exagerada associada com paranóia e orgulho cria uma bomba explosiva que cria um jogador compulsivo seja na paquera, no trabalho, com os amigos ou amores. Por medo de sofrer a pessoa fica o tempo todo manipulando as vontades e interesses das pessoas na direção daquilo que quer. No final do jogo, no entanto, quem levou o xeque-mate foi ela.

10- Ser frio e insensível
Quem acha que os outros tem telepatia para adivinhar o tamanho do seu amor está enganado. Amor de verdade se mostra agindo e fazendo coisas concretas para mostrar que a companhia vale a pena e as coisas estão agradáveis. Conviver com uma pedra de gelo que não reage a nada pode endurecer quem está por perto. O medo da pessoa fria é parecer vulnerável e no final da história ela irá encarar seu maior fantasma ao afastar todas as pessoas importantes de sua vida por causa de sua insensibilidade.


Por Frederico Mattos
Fonte: psiconlinews


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

A lei do mínimo esforço...


Você está disposto a abrir mão do esforço? Tudo na natureza, no universo, opera pelo princípio do mínimo esforço. Até mesmo a luz "escolhe" o caminho de mínimo esforço para se propagar, ou seja, uma linha reta. O seu corpo opera também pelo princípio da economia máxima de energia. Esforço é tentar realizar algo sem estar conectado com a força atemporal da sua consciência...

Quando você perceber que está se esforçando muito e tentando forçar algo acontecer, respire fundo, volte a sua atenção para o seu coração, até se sentir de volta ao seu corpo e livre de tensões.


Lembre-se, você corresponde a uma pequena parte de um Eu infinitamente maior que quer atuar e cooperar com você, levando-o a uma vida muito mais fácil, fluida e cheia de realizações.


Apenas atue sem tensão. Quando você estiver solto e livre de tensão a conexão ocorrerá e um aspecto maior e mais profundo em você virá à tona e o conduzirá ao ato perfeito.

Prof. Horácio Frazão
imagemdaqui


quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

A casa que não existe mais...


Passarinho faz ninho em um local onde ele  julga seguro, aconchegante, com uma atmosfera de paz. Mas quando ele percebe que algo ameaçador pode colocar em risco a paz de seu ninho...ele alça voo.

Foi assim que me senti no início deste ano. Apesar de saber que não foi nada pessoal...vi o meu ninho ameaçado. Minha casa não era mais segura e aconchegante...e aquela atmosfera de paz, passou a não existir mais. 

Era hora de alçar voo e procurar outro lugar para refazer a vida...e começar tudo de novo.

Colocamos nossa antiga casa a venda...e a vendemos como um passe de mágica! Foi de uma rapidez que até agora ainda estamos sem fôlego. Alguns atribuem à sorte... eu à numerologia.

Mas apesar de julgá-la insegura, e de desejar sua venda... algo lá no fundo ficou muito triste.

São os sonhos que morreram pra sempre...e foram enterrados naquele amontoado de entulhos que a casa virou. 

Tínhamos planos...tínhamos sonhos...tínhamos projetos para aquele ambiente... e tudo acabou.

Dá uma sensação estranha quando vemos que outras pessoas estão fazendo a reforma que tanto sonhávamos.  Que são os planos de outros que estão sendo executados...e não os nossos. Os nossos se desfizeram no ar...como uma frágil bolha de sabão.

Sei que uma casa não é algo só feito de cimento e tijolos...
Há amor ali...há amor nas paredes, nas janelas...na atmosfera amorosa que tentávamos manter.
Há carinho na decoração, nos vasinhos que enfeitam as janelas, nos saches nas gavetas, no jardim. 
Há amor quando o mensageiro dos ventos tilinta com a brisa da janela que acabamos de abrir. 
Há mentalização de proteção,  incenso para limpar e perfumar...
Há muitas coisas boas vividas entre aquelas paredes...e aquela casa era como uma testemunha silenciosa de tudo isso.

Sei que esse assunto pode parecer materialismo mas não é...
É que um capítulo da vida foi fechado... como um livro que lemos e guardamos com carinho na estante da memória. 
É quando olhamos para trás com uma pontinha de saudade daqueles momentos que nunca mais voltarão.

A partir de agora um novo livro será aberto...
E como dizia Osho: “A vida é movimento, é mudança, é um fluxo...”
E é verdade mestre! É verdade!

Seguimos então...com a certeza que de um verdadeiro "Lar" não é uma construção, mas um estado de espírito, que nos acompanhará, independente de onde estivermos.

Mas a saudade do que foi...sim amigos... eu me permito sentir.

Com o coração cheio de paz
Sheila Costa
Do blog Passarinhos no Telhado.


Eu não vim para isso...


A vida está aí e ela é para ser vivida, não importa o que tenham lhe dito anteriormente a respeito dos porquês de você estar aqui. Eu não sei o porque de EU estar viva, mas certamente já descobri os não-porquês. Eu não estou aqui para corresponder às expectativas alheias. Certamente não vim a este mundo para ser superior - ou inferior - a quem quer que seja. Eu não estou viva para ficar provando o meu valor, 24 horas por dia, para que outras pessoas gostem de mim. Eu não estou aqui para ser famosa, bem sucedida, rica, luxuosa ou qualquer outro adjetivo que me coloque no lugar dos que venceram na vida, de acordo com o que nos dita o sistema de crenças vigente nesta sociedade. E, certamente, não vim a este lindo planeta, neste espaço e tempo, nesta família em específico, nesta cidade e país para passar a vida fingindo ser algo além do que sinto dentro de minhas entranhas que sou. Se eu puder, ao longo de minha vida, ajudar uma única pessoa a encontrar sua própria verdade escondida dentro de suas próprias entranhas, sinto que tudo terá valido à pena... Se não, não haverá nada que possa ser feito à respeito: sigo meu caminho descobrindo mais e mais não-porquês, na esperança de, um dia, descobrir o porquê final.
E você? Para o quê NÃO VEIO a este mundo? 

Flávia Melissa
imagemdaqui



terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Aquilo que é...


"Você precisa gostar daquilo que já está presente.
A imaturidade é ficar vivendo nos "poderias" e nos "deverias" e nunca vivendo naquilo que "é" - aquilo que "é" é o caso, e o "deveria" é apenas um sonho. 
Tudo o que for o caso, é bom.
Ame isso, goste disso e relaxe nisso.
Quando algumas vezes vier a intensidade, ame-a.
Quando ela for embora, despeça-se dela. 
As coisas mudam...
A vida é um fluxo."

Osho
imagemdaqui

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

O ego...


" O ego depende do que as pessoas dizem sobre você: o ego se sente bem se as pessoas se sentem bem em relação a você, se elas se sentem mal, o ego se sente mal.(...) Atenção é o alimento para o ego; apenas uma pessoa que tenha atingido o eu abre mão dessa necessidade. Quando você tem um centro, o seu próprio centro, você não precisa pedir atenção dos outros." 

Osho
em " Sublime vazio
A sabedoria atemporal dos mestres zen aplicadas às situações do dia a dia"
imagemdaqui

domingo, 14 de dezembro de 2014

Pessoas mornas...


Por que tantas pessoas parecem tão obtusas, tão entediadas, simplesmente levando a vida de qualquer jeito? Desperdiçando um tempo imensamente valioso que nunca serão capazes de recuperar - e desperdiçando com tal tédio, como se estivessem esperando a morte.
O que aconteceu com essas tantas pessoas? Por que elas não têm o mesmo frescor que as árvores? Por que o ser humano não tem a mesma canção que os pássaros? O que aconteceu com os seres humanos?
Aconteceu uma coisa: o ser humano imita os outros, tenta ser como outra pessoa. Ninguém está em casa; todos estão batendo à porta de uma outra pessoa; daí o descontentamento, o tédio, o embotamento, a angústia.
Uma pessoa inteligente tentará ser apenas ela mesma, seja qual for o custo. Ela nunca copiará, nunca imitará, nunca será como um papagaio; ela escutará sua própria chamada intrínseca, sentirá seu próprio ser e caminhará de acordo com ele, seja qual for o risco.
Há risco! Quando você copia os outros, há menos riscos. Quando você não copia ninguém, você está sozinho - há risco! Mas a vida acontece somente para aqueles que vivem perigosamente, para aqueles que são aventureiros, corajosos, atrevidos - a vida acontece somente a eles. A vida não acontece para pessoas mornas.

Osho, em "Inteligência - A Resposta Criativa ao Agora"
imagemdaqui


É só uma questão de escolha.


Agradeça ao Sol… à Lua… à chuva…

agradeça a você mesmo por ter força de trocar a sua realidade com uma simples decisão…
A decisão de parar de reclamar pelos problemas e começar a agradecer pelas coisas boas.

O ego vê o problema, que fica cada vez maior, quando alimentado pelos pensamentos destrutivos e pelas reclamações.
A Alma… percebe aquilo como uma oportunidade de evolução…
como algo que viemos aqui para aprender com, e não como algo que estamos passando para sermos punidos.

É só uma questão de escolha.
Você vai se ligar ao que tem para reclamar ou ao que tem para agradecer?
Mas os resultados dessa escolha fazem uma diferença fundamental entre levar a vida ligado ao sofrimento ou à felicidade…
Escolha a felicidade…

Rubia Dantés
imagemdaqui


sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Quando alguém não gosta de nossa ideia...


"Quando alguém me diz: eu não gosto da sua ideia, é bem provável que eu me sinta insultado. Mas será que alguém pode me machucar? Somente se eu deixar adormecer a consciência de quem sou e ficar apegado à ideia. Veja as crianças. Mesmo que alguém faça algo, elas esquecem e logo voltam a brincar. Porém, quando crescemos, nos tornamos muito sensíveis. Uma simples palavra causa tanta dor. Nessa hora, precisamos entender nossas emoções e, então, deixar para lá, porque essa dor é autocriada".

Brahma Kumaris
imagemdaqui

Sim! Tenho o direito de...


Tenho o direito de usufruir da felicidade, mas isso não valida minha atitude de descaso para com a tristeza do outro. 
Tenho o direito de conferir minhas verdades, mas não posso duvidar da verdade do outro. Posso opinar, escolher, repetir trajetos, mas não tenho o direito de decidir sobre o caminho dos amigos.
Tenho o direito de consumir ternuras, mas se o outro amargura não é meu legado promover sua cura. Usufruo da condição de andar pacificamente, mas não é legítimo interferir nas relações conflituosas de quem assim decide viver. 
Tenho o direito de fazer minhas invencionices sobre os sentimentos, mas não convém duvidar do afeto do outro. 
Tenho o direito de vivenciar a liberdade, sem com isso aprisionar o outro. Disponho de minhas estratégias de sobrevivências, mas preciso respeitar as escolhas estranhas do próximo. 
Tenho o direito de desfazer um combinado, usando de sinceridade, mas não preciso ser desleal.
Tenho o direito de angariar simpatia, mas não posso representar um sentimento que não possuo. Tenho o direito de ser mandatária do meu destino, mas não posso obrigar alguém a fazer minhas escolhas em nome de sentimentos recíprocos. Tenho as rédeas de minha vida e da história do outro, só posso ser coadjuvante se ele assim o permitir.
Tenho o direito da comoção, sem querer ser guardiã da humanidade. 
Tenho o direito de escolher minhas crenças sem impor religiosidade aos outros.
Posso discordar, mas não guerrear...
Posso mudar, mas não exigir isso do outro.
Posso privilegiar-me da espiritualidade, sem precisar alardear o mundo.
Posso renunciar, sem o prejuízo da renúncia onerar o outro.
É justo o meu sonho, sem contudo desmerecer o sonho do outro.
Posso não saber toda verdade, sem me apropriar das dúvidas que não me pertencem.
Devo amar, sem esperar que a troca seja obrigatória.
  
Ita Portugal
imagemdaqui

Respeitar o outro...suas escolhas, seu olhar, seus sentimentos...
Não precisamos "aceitar" nada! 
Respeito já está de bom tamanho! hã?




quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Somos pura luz...


Que o sol ao romper as trevas da noite, rompa também com as trevas que se ocultam dentro de nós...
Aquelas que nos impossibilitam de ver a vida como realmente é...
Que nos indicam caminhos duvidosos...
Nos fazendo alvos fáceis das armadilhas desse mundo.
Que o sol afugente essas trevas, como um mensageiro de Deus...
Nos reafirmando a esperança de uma evolução mais que urgente.
Reforçando que nos superemos, apesar da dura lida do viver...
Repetindo que somos luz!
Somos pura luz!

Gi Stadnicki. 


Que assim seja!
Bom Dia! :)

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Aqui tem festa! Aqui tem sorteio! Vem!!!


Hoje...o céu amanheceu mais azul e ensolarado do que o costume...
Uma leve brisa refresca a alma...
Os pássaros cantam mais alto com o peitinho estufado de alegria!
Sim amigos! Hoje é aniversário do blog!
4 anos a blogar...

Hoje é o dia de tirar a listinha do bolso e mandar "aquele salve"...

Um salve a todos os amigos leitores que sempre pousam no meu telhado e me fazem companhia todos os dias!
Um salve a todos aqueles que tem "alma de passarinho" e seguem esse humilde blog!
Um salve a todos que curtiram minha página no Facebook!
Um salve a todos os amigos blogueiros que sempre estão por aqui!
Um salve as amizades que fiz, as trocas de carinho e gentilezas que recebo....enfim...

Minha gratidão e o meu carinho...


E para comemorar o dia de hoje, gostaria de propor um sorteio...

O blog passarinhos no telhado irá sortear um "Kit Serenidade" :)


O que compõe esse Kit:

- 1 Livro do Osho - Aprendendo a Silenciar a Mente
- 1 CD de Feng Shui para harmonizar ambientes
- 1 pedrinha de cristal ( com instruções para você programa-la)
- Palo Santo para limpeza de ambientes ( com instruções de como usar)
- Incensos deliciosos para perfumar seu lar...
- E mais algumas coisinhas como meditações, mensagens...

Enfim, um kit com o objetivo de levar coisas boas até você! o/

E para participar do sorteio basta ser seguidor do blog e deixar um comentário neste post com nome, e-mail e cidade onde mora, para que eu possa fazer contato e combinarmos a entrega (em janeiro de 2015!)
  • O sorteio será dia 31 de dezembro as 12hs.
Obs: Estará concorrendo apenas quem deixar os dados para o contato, ok!

Aos amigos blogueiros que quiserem levar este  link decorativo para enfeitar seus blog e assim ajudar na divulgação do sorteio...ficarei grata! :)

Mas leve quem quiser...



Lembre-se: para copiar os códigos é só marcar com o botão esquerdo do mouse e usar as teclas Ctrl+C para copiar. 
Obs: É criação minha! Não altere nada se for levá-lo. Obrigada! 

Um abraço cheio de paz em cada um que passar por aqui...

Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...